Coleta de dados: como aplicar e mensurar na estratégia de marketing

Quem trabalha com marketing sabe que a assertividade faz parte fundamental de qualquer campanha, com um mercado cada vez mais aquecido e disputado, é preciso ter eficiência nas suas escolhas e conseguir traçar um caminho com calma e a maior precisão possível. 

Qualquer erro ou deslize pode fazer com que você saia atrás e não consiga alcançar o objetivo que tanto planejou. Assim como na hora de realizar a Locação De Grupo Gerador, que é preciso ver o histórico da empresa, os benefícios apresentados e as qualidades, o marketing funciona da mesma forma. 

Muitas vezes, você pode até tomar uma decisão guiada pelos seus instintos ou seus achismos, porém, nos dias de hoje é preciso ser extremamente assertivo e cometer poucos erros, por este motivo, os dados acabam sendo o melhor caminho para alcançar suas metas. 

No texto de hoje, vamos mostrar para você como a coleta de dados pode ser aplicada e mensurada dentro das estratégias de marketing, e quais os motivos das informações serem tão importantes nos dias de hoje, bora conferir? Então vamos lá!

Coleta de dados: o que são e porque são tão importantes?

Em um mundo cada vez mais tecnológico, a coleta de dados acaba sendo um recurso fundamental para qualquer empresa, ainda mais quando falamos de marketing. Esse é um conceito que faz com que todas as informações valiosas de clientes, usuários em geral, concorrentes e o mercado como um todo, possam ser captadas e usadas ao seu favor.

Ou seja, a coleta de dados se trata de absorver todas as informações e usá-las ao seu favor na implementação de suas estratégias de marketing. 

Se você vende algum produto como disco diamantado, e quer melhorar seus rendimentos, os dados podem te ajudar a guiar algumas de suas decisões, ao saber algumas informações como: preferências do público, opiniões sobre seu produto, expectativas do consumidor, preço médio do mercado, modos de venda dos concorrentes e etc. 

Ao captar alguns desses dados, você consegue ter uma noção muito melhor de como moldar suas estratégias, planejando cada passo baseado em dados concretos, deixando de lado seus “achismos” e se baseando em informações para ser mais eficiente. 

Como é possível aplicá-las nas suas estratégias de marketing?

Se você quer aplicar a coleta de dados dentro de sua estratégia de marketing, saiba que não é uma tarefa tão complicada quanto aparenta ser. 

O primeiro passo é desenvolver um planejamento e saber como você vai coletar esses dados, vai fazer pesquisas de satisfação? Utilizará softwares e programas? Além de como coletar, para que eles serão usados? Em quais estratégias serão utilizados?

Após elaborar um planejamento eficiente, saiba usar os dados ao seu favor. O sucesso na sua aplicação depende muito mais de como você utiliza eles e das maneiras de alcançar o seu objetivo. 

Análise de forma profunda e detalhada cada dado coletado, transforme essas informações em algo relevante, os dados por si só, podem ser números vazios, então é a sua tarefa fazer com que eles façam sentido e gerem impacto dentro da sua empresa. 

Como mensurar seus resultados finais

Depois dos dados coletados e aplicados, é hora de mensurar seus resultados, assim como um servomotor precisa ser aplicado em alguns projetos essenciais de mobilidade, controle e velocidade, a mensuração é parte fundamental para realizar determinadas mudanças e colocar no rumo certo caso exista alguma necessidade. 

A mensuração dos resultados ajuda a guiar as estratégias e realizar possíveis mudanças durante o caminho, para que isso seja feito, recomendamos a utilização dos KPIs (Indicadores de Desempenho), que te ajudam a entender cada dado de maneira isolada. 

Além dos KPIs, é preciso verificar os dados de maneira frequente, veja seus resultados de suas aplicações, e confira sempre, se aquelas informações são confiáveis, a mensuração é uma parte fundamental que te ajuda a entender se suas estratégias estão ou não, obtendo os melhores resultados. 

O que achou do texto de hoje? Comente abaixo qual a sua opinião e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares caso tenha curtido, até a próxima!

Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Como a indústria é peça chave no Brasil

Não há como negar que, com uma economia tão oscilante, certos setores são peça chave para a recuperação. Isso cria estruturas e dá novo fôlego para investimentos e gera empregos. Principalmente no setor de EPIs, como a bota de segurança.

Mas qual o conceito de indústria e as principais no que diz respeito ao tipo de produção? Foi pensando nesses detalhes que criamos este texto. Portanto, se ficou curioso, é só continuar com a gente!

O que é uma indústria?

Uma indústria é um grupo de empresas que estão relacionadas com base em suas atividades comerciais. Nas economias modernas, existem dezenas de classificações que são, normalmente, agrupadas em categorias maiores chamadas setores.

Por exemplo, enquanto um fabricante de porca gaiola pode ter uma divisão de financiamento que contribui com 10% para a receita geral da empresa, a marca seria classificada na indústria de móveis pela maioria dos sistemas.

Dentre outras coisas, o setor é peça chave no Brasil, porque:

São grandes pagadores de impostos

Esses impostos podem ser recolhidos por cidade, estado ou pelo Governo Federal. Sendo assim, imagina o tamanho do valor conquistado ao longo do ano? Isso tudo é revertido para o setor de serviços públicos (ou, ao menos, deveria ser assim).

Importação e exportação

Importar e exportar produtos faz com que a economia continue ‘girando’. E essa é uma tática infalível para que não faltem opções e, muito menos, mão de obra qualificada. Há conglomerados de insumos e combustível, por exemplo.

Reduz as desigualdade regionais

Se uma certa cidade é totalmente afastada dos grandes centros, mas consegue ter uma lista de materiais que produzirá, por exemplo, Conectores elétricos, certamente os alugueis do local serão menores, bem como a economia da região aumentará.

Inovação
Ano após ano, o setor busca trazer inovações e conceitos que irão otimizar a feitura de seus produtos. Neste caso, a criação e o dinamismo também serão positivamente afetados.

Em resumo, todas as marcas (das menores até as multinacionais) têm papel espetacular em nossa economia, surgindo daí a necessidade de desburocratizar e incentivar o seu funcionamento enquanto peça chave desenvolvimento.

Principais setores industriais do Brasil

Energético

Vale e Petrobrás são os principais nomes por aqui. Elas se dedicam à produção de energia ou de combustíveis.

Alimentício

Neste caso também há uma infinidade de marcas que poderíamos citar aqui. Como o país tem dimensões continentais, a variação de solos ajuda os fazendeiros em relação ao processamento alimentício. Mas não só isso… inclua na lista bebidas como cerveja, que usam trigo em sua composição.

Construção Civil

Todo tipo de construção, seja ela condomínios de casas e apartamentos, empresas, restaurações e etc. A quantidade de lucros e potenciais taxações revertidas para os governos é altíssima.

Informacional

Toda a tecnologia pode ser colocada neste item, sejam elas palpáveis ou não palpáveis (como softwares, por exemplo). Nesse caso, existem diversas regiões brasileiras que contam com os chamados pólos, como o próprio Porto Digital, em Pernambuco.

Gostou do conteúdo? Conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

A importância da experiência do cliente

Uma experiência incrível do cliente é fundamental para o crescimento de qualquer negócio, seja do ramo de estética ou de limpeza de fossa. Isso tudo promove a fidelidade, ajuda a reter clientes e incentiva a defesa da marca.

É por isso que é tão importante fazer com que eles queiram continuar usando seus produtos. Entenda: os clientes fazem com que o reconhecimento de sua marca seja aumentado. Quer entender melhor sobre o tema? Então, vem com a gente!

 

O que é Experiência do Cliente?

A experiência do cliente define como as pessoas percebem a interação com sua marca. Cada uma delas contribui para a fortificação do conceito e, no mundo de hoje, o cliente é altamente educado e capacitado. Eles têm várias opções para mudar para a concorrência se achar que não foi bem atendido.

De acordo com pesquisas, se alguém tiver indícios de negatividade, as chances de não voltar são de 80% a 90%. Sendo assim, dê cursos aos colaboradores e mostre que, sem as vendas, não há como crescer. 

 

Por que a Experiência do Cliente é importante?

Produtos e serviços por si não são suficientes para criar reconhecimento de marca ou obter vantagem competitiva. Os concorrentes podem estar em pé de igualdade em inúmeros fatores. O que fará se destacar da multidão são os oferecimentos e as propostas.

Aqui estão razões por trás da importância da experiência do cliente.

 

  • Melhora a satisfação do cliente

Empresas focadas em maximizar a satisfação, no que diz respeito a toda a jornada do cliente, têm potencial de sucesso de 20% acima das outras, ou seja, assim como um servomotor, proporciona movimentação ao seu dia a dia.

A organização deve garantir consistência a todos os pontos de contato, proporcionando, assim, uma jornada fluida e sem ‘dores de cabeça’ para ambos os lados.

 

  • Melhora a retenção de clientes

A experiência do cliente atua como um ponto de diferenciação. Isso resulta na fidelização do cliente. Portanto, garante que os interessados tenham uma longa associação com a marca e um marketing boca a boca positivo, seja numa roda de amigos, numa reunião de família e etc.

 

  • Reduz a rotatividade de clientes

O preço não é a única razão principal para a rotatividade de clientes. De fato, a má qualidade do atendimento é responsável por isso, ou seja, de nada adiantará vende uma espécie de bota de segurança e o produto não passar a segurança que é preciso.   

86% dos compradores pagarão mais por uma melhor experiência do cliente. Se não acredita… terá a saúde financeira afetada a curto ou médio prazo, principalmente num período de forte crise econômica.

 

  • Cria uma vantagem competitiva

Uma experiência superior do cliente pode se tornar uma grande vantagem competitiva. Os dois principais diferenciais para a empresa podem ser preços baixos ou o chamado CX (customer experience).

Ressaltamos que a inserção dessa ferramenta dentro da marca exige acompanhamento, dedicação, estudos e investimentos em cursos, workshops e etc. Inseri-los no planejamento de início de ano será um dos caminhos mais assertivos da sua gestão.

Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe este post em suas redes sociais!

 

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais. 

Como promover conteúdos para o seu Instagram

O Instagram continua sendo uma ferramenta incrível para todo e qualquer gestor de empresas. Tudo porque atinge um número grande de possíveis leads e clientes, interessados em temas tão distintos quanto cultura pop ou pintura epóxi, só para citar alguns.

Quer promover seus conteúdos com qualidade e ter sucesso nesta empreitada? Então, vem com a gente que explicaremos detalhes que farão toda a diferença em seus dia a dia e renderão ‘bons frutos’ a curto e médio prazo.

Crie um perfil de negócio

Antes de revisar seu feed, você precisa primeiro converter sua conta em um perfil comercial. Isso lhe dá acesso a uma série de ferramentas úteis, incluindo melhor horário para postar ou botões de clique para comprar.

Receba métricas em tempo real sobre o desempenho de suas postagens e stories promovidos. Existe a opção de adicionar horário de funcionamento, localização e números de telefone para contato.

Aproveite as hashtags

As hashtags têm sido fundamentais no Instagram. Para usá-las de forma eficaz e eficiente, realize uma pesquisa adequada, envolvendo muito mais do que apenas adicionar um sinal de ‘jogo da velha’ na frente de palavras ou frases que pareçam relevantes.

É muito mais difícil criar uma hashtag que atraia novos clientes e aumente o reconhecimento da sua marca.

Um bom lugar para começar é analisando a estratégia do seu concorrente e aprendendo sobre os tópicos de tendências em seu setor. Sendo assim, saia de trás do seu rack outdoor e monte um brainstorming coerente e que tenha chances de ‘bombar’.

Conte com a ajuda de algumas ferramentas específicas de hashtag para descobrir as mais populares em cada setor.

Não use excessivamente as hashtags

Não exagere nas hashtags. Fazer isso pode ser prejudicial à sua estratégia e diminuir o alcance dos vídeos e fotos postados. Os relatórios mostram que você deve limitar as hashtags a 10 por postagem. 

Com o Instagram se tornando uma plataforma cada vez mais baixada, lembre-se de que uma das melhores maneiras de reduzir esse congestionamento é fazendo uma espécie de curadoria e controle.

Esse caminho trilhado é tão fundamental para seu sucesso, quanto um catalisador para tinta para os pintores.

Siga contas relevantes para seu nicho

Seu público-alvo provavelmente já está ativo no Instagram e você só precisa saber onde encontrá-lo. Uma maneira esperta de fazer isso é se envolvendo com as mesmas pessoas que eles já estão seguindo.

Não entendeu? Calma que explico!

Pense nas empresas do seu setor que têm presença estabelecida por lá. Agora, comece a acompanhar perfis pessoais que comentam e curtem os posts deles. Em cima disso, molde sua pesquisa e a interaja com postagens relevantes, curtindo-as ou adicionando um comentário.

Essas contas podem segui-lo de volta e ajudá-lo a definir seu público inicial.

Tire todas essas ideias do papel, chame um time de colaboradores experientes se couber no orçamento ou vá, aos poucos, ganhando experiência e autoridade dentro do app.

Gostou do conteúdo? Conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais. 

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

7 dicas de segurança patrimonial

Empresas que lidam com produtos de alto valor, como é o caso de organizações especializadas em locação de geradores, precisam contar com alto nível de segurança, para evitar roubo e assaltos dentro e fora das dependências.

 

Para isso, é primordial investir na segurança patrimonial, que tem como objetivo, não somente a prevenção de roubos e furtos, mas também de outros delitos e acidentes que podem ocorrer, como incêndios, invasões e sequestros, por exemplo.

 

Para ajudar nessa tarefa, selecionamos 7 dicas de segurança patrimonial para aplicar e preservar o imóvel e as pessoas do local.

 

7 investimentos necessário para a segurança patrimonial

 

  1. Sistema de rastreamento de veículos: imagine uma empresa voltada ao setor construtivo que tem um grande entrega de produtos, como disco diamantado, carregadeiras, bombas, entre outros, e acaba sofrendo um roubo durante o trajeto, é um imenso prejuízo, não é verdade? Mesmo que haja seguro das mercadorias, ainda assim é uma dor de cabeça, já que coloca em risco a vida do motorista. Para evitar roubos e furtos em entregas, aplicar sistema de rastreamento é vital.

 

  1. Sistemas de monitoramento por câmeras: as câmeras de monitoramento são essenciais para a segurança patrimonial, já que durante todo o tempo, os locais internos e externos são gravados, o que na ocorrência de assaltos ou furto é possível identificar e isso gera provas que podem ser apresentadas para as autoridades.

 

  1. Iluminação: outra medida necessária é investir em um projeto de iluminação, pois, suponhamos que uma empresa industrial está realizando um processo de conserto uma máquina CNC, que deve uma de suas peças, um servomotor, danificado. Se há iluminação inadequada ou insuficiente, certamente isso prejudica o trabalho e pode causar acidentes. Ademais, uma boa iluminação ajuda a afastar criminosos.

 

  1. Cães treinados: muitas propriedades usam cães treinados para proteger o imóvel e eles também são opções para empresas, visto que ajudam a conter furtos e invasões.

 

  1. Vigilantes: outra alternativa para elevar a segurança do patrimônio é contratar vigilantes e seguranças armados, profissionais responsáveis por supervisionar as áreas, criar medidas preventivas e atuar frente a uma ação  de perigo.

 

  1. Alarmes: os sistemas de alarme são imprescindíveis em termos de segurança, pois, de violação de portas, janelas, entre outros, tipos de risco eminentemente de assaltos, roubos ou invasões, automaticamente o mecanismo emite um alerta sonoro.

 

  1. Controles de acesso: Aplicar dispositivos de controle de acesso é uma maneira de evitar a entrada de pessoas não autorizadas dentro da propriedade, sendo assim, é um investimento eficiente em segurança patrimonial.

 

Contratar uma especializada em segurança patrimonial é vantajoso?

 

Contratar uma organização especializada em segurança patrimonial é um investimento que pode ter um bom custo-benefício, já que todos os equipamentos de segurança bem como a sua manutenção são de responsabilidade da empresa, ou seja, é mais economia e praticidade.

 

Além disso, geralmente contam com profissionais preparados para atuar em diversos tipos de empresas que recebem treinamento frequente. Contudo, é indispensável uma pesquisa e obtenção de referências antes de contratar.

 

Chegamos ao fim do nosso conteúdo sobre dicas de segurança patrimonial. Esperamos que tenha ajudado. Se gostou do artigo compartilhe com amigos e nas suas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Marketing B2B: Como gerar resultados incríveis

Se engana quem pensa que apenas empresas B2C realizam ações de marketing dentro do seu dia a dia, indústrias e outros negócios B2B também implementam e podem ter resultados surpreendentes utilizando ações e estratégias voltadas para o marketing. 

 

Divulgar seu negócio sempre acaba sendo algo útil e extremamente impactante, que ajuda a gerar resultados e faz com que sua empresa de locação de grupo gerador, consiga ser cada vez mais eficiente. 

 

E isso é claro, se aplica também no setor industrial, que é um dos mais competitivos do Brasil, e ainda possui um impacto gigante no nosso país, sendo responsável por 22% do PIB e 20% da geração de empregos formais. 

 

No texto de hoje, vamos mostrar como alcançar resultados eficientes usando o marketing e como ganhar vantagem competitiva dentro do setor B2B através dessa estratégia, bora conferir? Então vamos lá!

 

Mapeie seu público e conheça muito bem as dores que eles possuem

 

O primeiro passo para gerar resultados incríveis utilizando o marketing B2B, e fazer um mapeamento completo do seu público, realize algumas pesquisas, verifique sua satisfação, e saiba exatamente, quem são as pessoas que devem consumir seus produtos. 

 

Essa área é diferente do tradicional B2C, principalmente o público no qual você contata, afinal, aqui estamos falando de um relacionamento empresa para empresa, o que muda completamente o panorama de linguagem e quem são suas personas. 

 

No B2B, o público está muito mais interessado em ter algo mais direto, sem compras por impulso ou vinculadas ao sentimento, tudo é feito de forma mais puxada para o racional, sem muitos apelos, então, é preciso identificar as dores do público, e saber como chegar neles de forma eficiente para vender sua luminária de emergência

 

Fale sobre as vantagens e benefícios dos seus produtos

 

Uma boa estratégia de marketing precisa que você ressalte o que aquele produto irá entregar para seus consumidores, como falamos acima, o B2B tende a ser mais direto e racional, então, não busque um modelo apelativo, tente oferecer soluções para problemas de maneira direta. 

 

Fale sobre as vantagens e benefícios, seja direto e apresente exatamente, o que sua empresa pode fornecer para as outras empresas, sem enrolações. 

 

Torne-se autoridade dentro do assunto

 

Outra forma de ser efetivo dentro dessa área é se tornando uma verdadeira autoridade dentro do assunto, as empresas costumam buscar parcerias e consumir produtos de indústrias que realmente sejam consolidadas dentro do mercado. 

 

Procure construir sua reputação e montar seu nome no setor onde você atua, isso ajuda no marketing, e gera reconhecimento e facilidade para que você consiga alcançar o maior número de pessoas possíveis. 

 

Utilize as redes sociais e tenha um site

 

Falando de questões técnicas, existem duas plataformas essenciais para o B2B que devem ser utilizadas na hora de fazer marketing: as redes sociais e o site. 

 

As redes sociais principalmente como Linkedin e Facebook, são ótimas ferramentas para se comunicar com seu público de forma mais descontraída e direta, montando conteúdos e apresentando soluções interativas, o que gera aproximação e até mesmo autoridade. 

 

Já o site junto com um blog, é ótimo para divulgar produtos e informações sobre seu negócio, além é claro, de ser uma opção ideal para criar e publicar conteúdos atrativos. 

Através dele, você consegue executar o marketing de conteúdo, que serve para atrair novos clientes através de conteúdos, uma maneira inteligente e totalmente orgânica de vender mais seu tubo flexível

 

Crie conteúdo relevante e atrativo

 

Falando em conteúdo, seja nas redes sociais ou nos sites, é fundamental que você crie conteúdo que seja relevante e atrativo, procure falar de forma direta com seu público, capriche na sua criação e apresente algo realmente valioso para eles. 

 

Crie vídeos, textos de blogs, infográficos e outros estilos mais interativos, procure ser extremamente relevante e atrativo naquilo que você se propõe a montar, sempre com informações cativantes e que possam ser úteis para o seu futuro consumidor. 

 

O que achou do texto de hoje? Se gostou, não se esqueça de comentar e compartilhar com seus amigos que também atuam com B2B, até a próxima!

Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Curadoria de conteúdo e os benefícios nas estratégias de marketing digital

A demanda por conteúdo relevante e interessante está sempre crescendo dia após dia, seja no ramo de manutenção predial ou de servomotor, só para citar alguns. Com isso, as marcas devem aumentar essa quantidade para reter a atenção de seu público. 

 

Porém, compartilhar apenas o conteúdo que as marcas criam internamente irá limitá-lo. E é aí que entra a curadoria, pois amplia os horizontes para novas possibilidades. Quer entender melhor sobre o tema? Então, vem com a gente!

 

O que é Curadoria de Conteúdo?

 

A curadoria de conteúdo é a prática de pesquisar e identificar temas significativos gerados por terceiros e compartilhá-los com seu público-alvo. Dado os benefícios que oferece, a curadoria se tornou parte das estratégias de marketing de conteúdo.

 

Com o alto volume de informações e a redução da atenção dos leitores, essa ferramenta é valiosa e conveniente e serve como bacias de contenção para todos os públicos. 

 

Use tanto para enviar estatísticas, como para compartilhar artigos ou imagens nas mídias sociais. A curadoria de conteúdo não tem limites! 

 

Benefícios da curadoria de conteúdo

 

A curadoria de conteúdo é uma estratégia de marketing valiosa e tem como um dos principais benefícios a ajuda para construção de seguidores fiéis. Com a curadoria de conteúdo, você consegue:

 

  • Encontrar novas fontes de pesquisas para sua empresa, para ajudá-lo a postar de forma consistente;
  • Aumentar a visibilidade online na busca orgânica (SEO);
  • Ficar por dentro das tendências do setor;
  • Fornecer conteúdo valioso aos leitores em vários canais sociais;
  • Compartilhar suas opiniões, reações e comentários sobre tópicos de tendências, gerando autoridade;
  • Projetar-se como um líder de pensamento;
  • Atrair novos clientes;
  • Criar confiança com seu público com ideias autênticas.

 

Encontre novas fontes de conteúdo para o seu negócio

 

Embora ter uma equipe de marketing organizada possa ser pertinente para grandes marcas, a história é muito diferente para grupos menores. Mas isso muda com a curadoria de conteúdo. 

 

Publicar consistentemente se torna muito mais fácil, pois você não terá que se preocupar em criar conteúdo original 24 horas por dia, 7 dias por semana. Tudo porque os conteúdos estão lá fora, só precisa seguir o caminho de encontrá-lo, organizar os pontos, adicionar sua ideia exclusiva e publicar.

 

Aumente a visibilidade online (SEO)

 

Por fim, a curadoria de conteúdo impulsiona o SEO e, consequentemente, a visibilidade online de maneira orgânica. Envolve um nível considerável de pesquisa em vários links e sites e uma seleção criteriosa que marca experiência, autoridade e confiança.

 

Essa averiguação e publicação mostrará quem tem verdadeira autoridade num texto sobre Limpeza de Fossa, por exemplo. 

 

Além disso, o conteúdo com curadoria geralmente incorpora links de saída para sites com bom domínio e fontes confiáveis. Isso resulta em alta qualidade e classificação nas primeiras páginas dos mecanismos de pesquisa.

 

Tudo isso junto molda novos leads, um funil de vendas recheado de clientes, respeitabilidade e muito mais!

 

Portanto, tire essas ideias do papel, chame um profissional experiente na área e conquiste aquilo que planejava e mais!

 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe o seu comentário e compartilhe este post em suas suas redes sociais!

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Saiba como abrir um MEI

Você sabia que no Brasil 69,6% do total das empresas abertas são MEIs? São exatamente, 13.489.017 empreendimentos que se enquadram nessa categoria, ou seja, quase 7 de cada 10 empresas são Microempreendedores individuais.

 

Todo esse sucesso passa pelos benefícios de ser um MEI e pelo processo de profissionalização de muitas profissões, que antes, não eram profissionalizadas e agora através do Microempreendedor, podem ser reconhecidas e terem seus próprios benefícios. 

 

Mesmo com um número tão elevado, a tendência é que existam ainda mais pessoas abrindo o seu próprio MEI, seja para fazer doces em casa, produzir e vender seu imã de ferrite, atuar com serviços de fotografia e por aí vai. 

 

Se você é uma dessas pessoas que quer usar todos os benefícios do MEI mas está começando agora, nós vamos te ajudar! No texto de hoje, separamos todas as dicas e o passo a passo para você abrir o seu próprio MEI, bora conferir? Então vamos lá!

 

O que é o MEI?

 

Antes de detalharmos como você pode abrir o seu próprio MEI, é interessante saber exatamente o que significa esse termo, o Microempreendedor Individual, é um modelo simplificado de empresa, que foi criado principalmente, para tirar do mercado informal, trabalhadores autônomos. 

 

Ele foi instaurado em 2009 e é utilizado por quem trabalha por conta própria em atividades não regulamentadas, o que faz com que, essa pessoa possa se profissionalizar, e tornar o seu trabalho algo muito mais sério e profissional, obtendo o seu próprio CNPJ e sendo enquadrado no modelo do Simples Nacional. 

 

Cabeleireiros, doceiros, pintores, vendedores de roupas, vendedores de comida caseira ou barracas nas ruas, artesãos, fotógrafos, vendedores de produtos feitos a mão com um catalisador para tinta, entre outros, são exemplos de profissionais que podem ser MEI. 

 

Agora que você já sabe o que a sigla significa, abaixo separamos um passo a passo para você se profissionalizar e abrir o seu próprio micro empreendimento, confira!

 

Passo 1: Atender a todos os pré-requisitos

 

O primeiro passo para se tornar um MEI é verificar se você atende todos os pré-requisitos necessários, os principais são: Não ter participação em outra empresa, seja como titular ou sócio.

 

Faturar até R $81.000 por ano ou R $6.750 por mês e exercer as atividades permitidas, sendo uma principal e até 15 secundárias.

 

Passo 2: Criar sua conta no Gov.br e completar seu cadastro no Portal do Empreendedor

 

Se você se enquadra dentro dessas exigências, então o segundo passo é se inscrever, primeiro vá no Gov.br e crie a sua conta, após ter seu login e sua senha, basta entrar e ir até o Portal do Empreendedor. Dentro dele clique na opção escrita “Quero ser MEI”, e depois em “Formalize-se”.

 

Após essas etapas, basta seguir as instruções indicadas na tela, você vai completar o seu cadastro dentro do Portal Empreendedor, provavelmente colocando o número do seu título de eleitor e preenchendo o código que foi enviado por SMS. 

 

Passo 3: Definir nome fantasia, atividades e endereço

 

Com o cadastro já finalizado, é hora de começar a preencher seu questionário, dentro dele, você terá que definir o nome fantasia da sua empresa e as atividades que você irá executar como MEI, verifique a lista das que estão disponíveis e veja se você se enquadra. 

 

Depois, informe dados básicos como endereço de atuação da sua microempresa e seu endereço pessoal, alguns outros documentos como número do RG e CPF também podem ser solicitados. 

 

Passo 4: Revisar o questionário, aceitar os termos e realizar o envio

 

Com tudo feito, basta revisar o questionário e aceitar todos os termos, verifique se tudo está de acordo, suas atividades como montador de mesa rústica de madeira, também veja se os dados pessoais conferem, e aceite tudo. 

 

Passo 5: Esperar a aprovação e pagar as taxas regularmente

 

Pronto, após cumprir todos os passos acima, basta esperar seu MEI ser aprovado e pronto, depois disso é só pagar o seu DAS mensal, essa é a única taxa necessária e custa entre R$ 60 e R$ 65 reais, agora é só usufruir de todos os benefícios de ser um MEI. 

 

O que achou do texto de hoje? Acha que já está pronto para abrir seu MEI? Comente abaixo o que achou e não se esqueça de compartilhar com seus amigos e familiares caso tenha curtido, até a próxima!

Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

4 dicas de como aplicar Inbound Marketing no e-commerce

Se você é novato no Inbound Marketing, é apenas um curioso ou quer aprimorar sua estratégia de e-commerce, parabéns! Já saiu de trás de sua mesa rústica de madeira e se focou no futuro!

 

Portanto, antes de darmos as dicas, explicaremos o que é este conceito e qual sua importância no dia a dia de qualquer ramo. Então, vem com a gente que este guia dará uma ótima noção de como aplicá-lo corretamente!

 

O que é Inbound Marketing?

 

O inbound marketing é uma metodologia que atrai os clientes criando conteúdo valioso e experiências personalizadas. Como se Luminária de emergência se acendesse e fosse impossível não se aproximar delas. A maior vantagem aqui é se concentrar na experiência do cliente.

 

Aplique essas dicas em seu e-commerce

 

O sucesso de um e-commerce começa quando os gestores entendem seus clientes. Mas essa é uma etapa que costuma ser apressada ou negligenciada durante o processo de planejamento. 

 

Portanto, reserve um tempo para isso e respeite este caminho, pois garanto que seu negócio vai colher os frutos.

 

1- Crie personas

 

Uma persona é uma representação de seu cliente ideal com base em dados reais e algumas especulações referentes aos dados demográficos, comportamentos, motivações e objetivos do cliente.

 

Para complementar, considere desenvolver perfis para ajudá-lo a entender claramente outros detalhes como hobbies e estilos de vida. Um padrão comum se dá com as seguintes ponderações:

 

  • Gênero;
  • Idade;
  • Nacionalidade;
  • Localização
  • Renda;
  • Escolaridade;
  • Cargo.

 

Em seguida, defina comportamentos específicos de e-commerce respondendo a estas três perguntas principais:

 

  • Quão novos são os compradores?
  • Com que frequência eles compram?
  • E quanto eles estão gastando?

 

2- Defina metas e objetivos de negócios

 

Embora o inbound e o e-commerce sejam semelhantes, os dois se diferem quando se trata de metas e indicadores-chave de desempenho, também conhecidos como KPIs.

 

Um KPI é uma medida que avalia o sucesso de uma organização, funcionário e etc., no cumprimento dos objetivos de desempenho. As campanhas de e-commerce, geralmente, enfatizam o crescimento financeiro e a atribuição direta mais do que as iniciativas de entrada B2B.

 

Exemplos de KPIs de comércio eletrônico incluem:

 

  • Tráfego do site;
  • Taxa de conversão
  • Valor médio do pedido;
  • Receita on-line.

 

Criar uma abordagem baseada nisso, o ajudará a alinhar as táticas e as estratégias específicas no que diz respeito aos seus clientes e seus resultados.

 

3- Otimização de mecanismos de busca

 

A otimização do mecanismo de pesquisa, também conhecido como SEO, às vezes pode parecer uma tarefa muito grande e cansativa para os profissionais de marketing. Em última análise, tudo se resume a aumentar a visibilidade orgânica do site.

 

Sendo assim, um e-commerce de armário de aço 2 portas que faça isso com cuidado e seguindo todos os parâmetros venderá mais do que outro que nem sequer leu sobre o assunto

 

4- Tenha um blog

 

Os blogs são uma faceta importante de uma estratégia de conteúdo de longo prazo. Eles compartilham informações e conhecimentos valiosos com clientes em potencial. Essas informações melhoram a confiança, aumentam a fidelidade à marca e levam a mais compras.

 

Enfim, esperamos ter ajudado com essa postagem, caso tenha gostado, comente e compartilhe em suas redes sociais.

Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.

Entenda como funciona o e-mail marketing

Você provavelmente já foi atingido por alguma estratégia de marketing, mas talvez nunca deva ter se dado conta disso. Alguma vez já comprou algo sem nem mesmo ter pesquisado aquele produto? Às vezes acabamos escolhendo um serviço ou item quando nem mesmo temos a necessidade dele, isso é um exemplo claro dos resultados do marketing.

Por isso, cada vez mais as empresas têm investido nestes profissionais que executam essas atividades com o objetivo de captar ainda mais clientes para uma marca. O exemplo disso é anunciar um produto como armário de aço 2 portas e identificar que as vendas estão crescendo através de investimentos em recursos que foquem na captação de clientes.

E-mail marketing: o que é e suas estratégias

Existem várias formas de fazer marketing, mas todas praticamente têm o mesmo intuito: captar cada vez mais clientes para uma empresa. Mas existem diversas formas de conseguir conquistar uma pessoa e fazer com que ela volte as suas atenções para uma marca. Por exemplo, imagine que um negócio que vende luminária de emergência precise aumentar ainda mais o seu portfólio de clientes, ele vai ter que investir em estratégias de marketing para que isso aconteça.

Mas você já ouviu falar do e-mail marketing? Ele foi criado para utilização do e-mail em campanhas de marketing digital e campanhas de publicidade. Seu objetivo principal, é fortalecer e criar um relacionamento entre marca e clientes, assim como resultado desse trabalho, encontramos resultados em vendas online ou nas lojas físicas, mas na maioria das vezes o foco é no mercado digital.

Você em algum momento já deve ter aberto o seu e-mail e se deparado com aqueles e-mails que ficam na caixa do spam, certo? A estratégia deste tipo de marketing, é focada na criação de métodos que façam sua empresa chegar até os interessados na informação, serviço ou produto que seu negócio tem para oferecer a eles. E como retorno, torna-se possível o envio de mensagens de acordo com a posição de cada pessoa no funil de vendas.

Mas quando este tipo de estratégia é usada para atrair pessoas para conhecerem sobre sua empresa, é preciso adotar algumas práticas, como a opção de cancelamento de recebimento de e-mails. Exemplo: Você quer fazer a demonstração de mesa rústica de madeira, colocar imagens, textos no e-mail convidando o usuário a acessar seu site, mas ele não tem interesse, então ele poderá fazer a exclusão do seu e-mail para não receber mais essas informações.

Os benefícios do e-mail marketing

Como em outras estratégias, no e-mail marketing, encontramos os seguintes benefícios:

– Aumento de público para uma empresa;

– Aumento da comunicação entre sua empresa e seu cliente;

– Canal para demonstração de seus serviços e produtos;

– Local para enviar informações importantes como rastreamento do pedido, novidades, ofertas e outros conteúdos importantes;

– Envio de mensagens personalizadas que podem proporcionar uma maior visibilidade para sua marca;

– Aumento de dados sobre seus clientes e novas pessoas que podem tornar-se consumidores de seus produtos.

O e-mail marketing é uma ótima estratégia de marketing para conseguir criar uma comunicação com seus potenciais clientes e trazê-los para sua marca, os fidelizando a ela.

 

 Conteúdo produzido pela equipe do Soluções Industriais.